5 MOTIVOS PARA ELEVAR SUA AUTO-ESTIMA!

em sexta-feira, 26 de junho de 2020

Você sabe o que é auto-estima? Basicamente uma auto-critica ligada a emoções, ações e comportamentos que você faz e que estão diretamente ligados ao bem-estar mental e físico de qualquer pessoa. 

 Desde que nascemos, já nos é dito o que fazer: seja magra, faça uma dieta, cubra seu corpo... dentre tantas outras coisas que estão estruturalmente enraizadas entre nós e que definitivamente precisamos tacar o foda-se e saber que não precisamos fazer nada disso pra ser feliz. Mas o que isso tem a ver? ter auto-estima é isso, não ser o padrão e, mesmo assim, ser feliz da maneira que você quiser, do jeito que é, sem querer ser um outro alguém. Por esse motivo vou te dar 5 motivos pra entender o por que precisamos elevar a auto-estima. 



1. AUTO-ACEITAÇÃO.

Tudo que fazemos na vida precisa cuidar com amor e carinho, ter zelo, dedicação... E POR QUE NÃO FAZER TUDO ISSO POR VOCÊ? Aceite o que você se tornou, e tenha orgulho, ame a profissão que escolheu, o corpo que você tem, FAÇA DE SI SUA PRÓPRIA MORADA! 


2. RELAÇÕES SOCIAIS. 

A rede de amigos de verdade é composta por aqueles que te apoiam, aconselham, de maneira respeitosa, e que  fazem com que você se sinta importante, isso faz toda a diferença. Se afaste de amizades tóxicas que só te procuram na hora de pedir algum favor. 

3. AUTO-CONFIANÇA.

Precisa ter um olhar positivo sobre conseguir fazer algo muito bem, ou alcançar alguma coisa, e suportar momentos difíceis. Quando for fazer algo, não diga que não vai dar certo isso não ajuda, pelo contrário, só atrapalha e te traz energias negativas. Então sempre pensamentos positivos! 


4.  COMPARAÇÃO.

Entenda que não tem um igual ao outro. Comparação só traz sentimento de inferioridade, o que não é verdade, já que todos temos qualidades e defeitos, desejos, incertezas, sentimentos... tudo é tão único. E já pensou se todos nós fossemos iguais? Pois é, que monotonia. 

5. CONFIE EM SI MESMO. 

O velho ditado se encaixa muito bem aqui: não deixe pra amanhã o que você pode fazer hoje! Quando acredita em si mesmo você pode levar sua vida aonde desejar, afinal, seus objetivos já parecem bem mais perto agora. 


A ilustração de hoje define exatamente o sentimento de ter auto-estima, que mostra um florescer de dentro pra fora! A vida fica mais leve e bonita. Comece hoje. ♥ 

POR QUE AS ROUPAS PLUS SIZE, SÃO TÃO CARAS?

em segunda-feira, 22 de junho de 2020

É indiscutível pensar em moda plus size e saber que a primeira coisa que vem ao nosso pensamento é o preço inacessível que  algumas marcas possuem. Em consequência disso vamos entender como uma isso funciona? bora! 




Eu pesquisei bastante, por que essa era uma dúvida minha também. O meio profissional, qualquer que seja, exige mão de obra qualificada, ou seja, a pessoa tem que saber o que está fazendo e ter experiencia suficiente que agregue valor naquele serviço, e se tratando de moda plus size é como uma agulha no palheiro! Quando tem a mão de obra é cara que precisa de salários maiores. 
A qualidade do tecido, quanto melhor a qualidade e elasticidade, maior o valor, o sutiã que precisa de taças (profundidade dos bojos) com tamanhos e sustentabilidade maiores, detalhes como zíper, botões, fechos, amarrações, precisam ser de um material mais resistente, por esses motivos as peças tem um valor maior.
O mercado plus size, ainda, é pouco explorado, e ainda contamos com poucas marcas autorais que tem excelentes confecções de tamanhos e estampas variados que não tem em lojas de departamento. Precisamos fugir do conceito ''peça de boa qualidade e com preço menor'', claro que é preciso analisar custo versus tempo de vida útil dessa peça o que também tem TUDO a ver com o preço. Por hoje é só, espero que você tenha gostado dessa leitura assim como eu amei pesquisar e contar tudo isso pra vocês. <3 




5 Expressões gordofóbicas para tirar do vocabulário já!

em domingo, 21 de junho de 2020



Você sabia que existem expressões que são gordofóbicas, e que muitas pessoas usam de uma forma grosseira e acham inofensivas, vou te dizer o por que de você não usa-las nunca mais! 

1. GORDICE

A campeã de todas! Palavra que se refere a comer demais, associada a comidas calóricas, 
como se fosse ''coisa'' de gordo, como se nós existimos só pra isso: comer. O que é totalmente mentira, visto que todos comem comidas calóricas e você já ouviu alguém falando por ai ''vamos fazer umas magrisses, hoje?'' GENTE, TROCA POR ''HOJE VOU COMER UMAS COMIDA GOSTOSA, DELICIOSA, SUCULENTA, MARAVILHOSA''  você vai estar deixando de ofender seu amigo gordo, e se referindo com o termo certo. Beleza? 

2. FOFINHA, CHEINHA, EXCESSO DE FOFURA, GOSTOSURA..
 
GENTE, PARA! parece uma hierarquia falando assim, como se fossemos inferiores por ser gordos e vocês superiores por estarem no padrão, ofendendo em todos os sentidos inclusive, psicologico. É tão difícil falar GORDA? não né!? BORA PRATICAR AMIGX!


3. AMIGA ESTOU ENORMEEEEEEEEEE DE GORDA!

Então, minha querida amiga, dentro do padrão, está dizendo que ser gordo é feio? se toca mana! para de ser gordofobica.

4. ELE ME TROCOU POR AQUELA MENINA GORDA!

MINAS INSEGURAS CHECK, ATENÇÃO! HAHAHAHAHA
A menina magra revoltada por que foi trocada por uma gorda. POR QUE isso não pode acontecer? ENTÃO SE A MINA QUE ELE TE TROCOU FOSSE MAGRA, TAVA TUDO BELEZA? acorda pra vida, amada.

5. ELA É TAO BONITA DE ROSTO

A MAIS COMUM! Então quer dizer que meu corpo é feio por ser gorda? MEU AMÔ EU SOU LINDA POR DENTRO POR FORA, de qualquer angulo que você imaginar! ACEITE! Obrigada!

Vamos combinar uma coisa, se você identificou que usa essas palavras, PARE! E faça seus amigos felizes começando a entender que o físico deles não é, nem nunca foi, da sua conta.. combinado? <3 

MODA PLUS SIZE E REPRESENTATIVIDADE DA MULHER GORDA

em sexta-feira, 5 de junho de 2020

SUA MARCA #FAV REALMENTE TE REPRESENTA?!


Você já parou pra pensar em como é não se sentir representada? Não estamos nos padrões, nem estampadas em outdoor, e as vitrines deixam a mensagem literalmente transparente: não temos representatividade de corpos gordos reais.

Desde a minha adolescência, que é quando a mulher vai tentando de qualquer maneira se enquadrar nos padrões magros, já que a sociedade nos ridiculariza de todas as maneiras possíveis, afinal eu NUNCA encontrei roupas do meu tamanho, sempre com modelagens antiquadas e com caimentos nada #fashionistas viu?! Felizmente, hoje em dia, conseguimos citar diversas contas como blogs, instagram e afins mostrando que, sim, estamos bem aqui, lutando para ser representadas de verdade.



Diante disso também queremos estar representadas na vitrine. As marcas realmente param pra pensar no corpo gordo, que não é representado como é, em como você vai se sentir vestindo aquela peça? Estamos cansados de ver as marcas se estenderem em modelagem Plus Size, porém quantas vezes vimos a mesma fazendo publicidade no site com tamanhos além do 52 e chegando na loja física não consegue encontrar essa numeração? Sempre com a mesma resposta ''não mandaram'' ou ''temos só até o 46'' não fazendo o menor esforço pra gente ter acessibilidade e até quando as marcas vão fazer isso só por titulo de estar inserida na moda inclusiva? Estampando só UM TIPO de corpo gordo, na verdade mais conhecido como curvy, por que não apresentar vários corpos diferentes na sua campanha? Isso transmite representatividade e que a marca está realmente se importando. A todo momento nós, gordos, vivemos em um demodé aonde todos os lugares nos dizem o que fazer, o que não podemos vestir, aonde não somos encaixados. A moda PRECISA parar de ser só um close, PRECISA E DEVE SER INCLUSIVA.



Por fim, quero dizer que o CORPO IDEAL É O SEU meu amô! Se ame da maneira que é, você NÃO PRECISA viver de suco detox, nem fazer dieta da lua. SE AMAAAAAAAAAAAA ♥♥  

ENTENDA O QUE É BODY SHAMING.

em segunda-feira, 1 de junho de 2020

Você ja ouviu falar em body shaming ? traduzindo para o português significa ''vergonha do corpo''. A expressão se tornou conhecida, principalmente pelas redes sociais, quando celebridades, como Cléo Pires e Demi Lovato, passaram a relatar criticas ofensivas dos internautas em relação aos seus corpos. Muito mais do que ter vergonha do corpo, body shaming, é quando indivíduos ridicularizam o corpo alheio.  


Em entrevista ao fantástico, Cléo Pires, falou sobre algumas criticas que recebeu:

” Oi galera! Passando aqui pra dizer que nesse tempo de carreira, enquanto você me assistia esperando que eu correspondesse a sua expectativa sobre minha magreza, eu estive pressionada a me manter no padrão estético sufocante que esperavam de mim. São muitas marcas e muitos abismos. Teve momentos que eu tinha medo. Tinha vergonha de ir para os lugares."

(fonte: imagens da internet)
(fonte: imagens da internet)





Demi Lovato, apesar de seu histórico de depressão e distúrbios alimentares, desabafou em suas redes sociais. 

"Este é o meu maior medo. Uma foto minha de biquíni sem edição. E adivinhem, é CELULITE!!!! Estou literalmente muuuito cansada de ter vergonha do meu corpo, editando-o (sim, as outras fotos de biquíni foram editadas - e eu odeio ter feito isso, mas é a verdade), para que outras pessoas pensem que sou a SUA idéia do que é bonito, mas não sou eu. Isto é o que eu tenho. Quero que este novo capítulo da minha vida seja sobre ser autêntico com quem eu sou, em vez de tentar atender aos padrões de outra pessoa. Então aqui estou eu, sem vergonha, sem medo e orgulhosa de possuir um corpo que lutou tanto e continuará a me surpreender quando eu, espero, dar à luz um dia. É uma sensação tão boa estar de volta à TV / filme, sem me estressar com uma extensa programação de exercícios, antes de 14 horas por dia, ou me privando de um bolo de aniversário real, em vez de optar pela melancia e creme de chantilly com velas porque eu tinha pavor de bolo REAL e estava infeliz em algumas merdas de dieta loucas. Enfim, aqui estou eu, CRU, REAL! E eu me amo. E você também deveria te amar! Só para que todos fiquem claros .. Não estou muito feliz com minha aparência, mas sou grato por isso e às vezes é o melhor que posso fazer. Espero inspirar alguém a apreciar seu corpo hoje também. 💗"
 




 Precisamos ressignificar algumas coisas, como padrões perfeitos, e entender que o corpo alheio não é uma petição publica que precisa de opiniões, e que a internet ser um local de figuras publicas, não nos permite sair por aí ofendendo as pessoas como se isso não fosse impacta-las. Comentários ofensivos podem despertar ansiedade, medo, depressão e distúrbios. Repense. 

Mas na contramão do body shaming temos uma luz no fim do tunel o body positive <3 

Pessoas estão cansadas de corpos photoshopados, fictícios, que estão ali pra encherem os olhos, querem corpos e pessoas reais, que as represente. E esse movimento #corpolivre significa aceitar e amar o seu corpo REAL do jeito que ele é. Se afaste de pessoas e perfis com opinião disfarçada de critica ofensiva, siga perfis body positive que te ensinem a entrar no #processodoamor ♥


SEU CORPO É NORMAL!  ♥

É AMANHÃ, 25 DE MAIO.

em domingo, 24 de maio de 2020

Você sabia que em 2018 a editora Abril noticiou o fim de sua edição da revista Elle, foi como um luto para a moda nacional. A revista tinha uma bagagem de 30 anos de estrada no Brasil, em suas paginas passaram grandes modelos, fotógrafos, jornalistas e o mercado da moda no geral. Elle usava a moda como pauta para os assuntos mais importantes, como sustentabilidade, representatividade racial, LGBT e plus size. Em 30 de Abril ano de 2015 a revista lançou sua capa, BABADEIRISSIMA, com Juliana Romano, ja contei sobre ela aqui, em seu blog ela declarou:

"Sempre esperei ansiosamente por esse momento, não achei que essa gorda seria eu, mas estou honrada, orgulhosa e feliz de estar viva para presenciar esse momento da mídia feminina brasileira. Veja, não é sobre a gordura em si, é sobre a LIBERDADE de tomar as próprias decisões sobre o nosso corpo, sobre esquecer a ideia irreal de “perfeição corporal”, sobre DIVERSIDADE – sendo gorda, magra, alta, baixa, etc. (Vale dizer: NUNCA nenhuma revista desse porte no mundo tinha tido a coragem de mostrar uma foto assim, sem Photoshop para alisar as gorduras)"



(foto: divulgação)


Em Março de 2020, em momento de tantas noticias ruins, temos uma noticia boa ELLE ESTÁ DE VOLTA! (EEEEEEEEEEEEE) o foco será digital seguindo uma tendência mais global.
Eu, particularmente, fico muito feliz vai ser importantíssimo para o mundo da moda, que vai gerar movimento para diversos profissionais de conteúdo, e vamos ser sinceros, precisamos de revistas que se importem com pessoas reais, tratando de assuntos que nos tragam relevância. Com sua chegada, arrasadora, a revista trouxe um OPEN CASTING no instagram por meio da hashtag #olhaelle, que contem mais de 10k de publicações, e em seu site explicou essa funcionalidade:

"Com este open casting, queremos encontrar pessoas que acreditam na possibilidade de criar um veículo de moda ainda mais plural, e convidá-las a aparecer ao lado dos outros personagens incríveis que estarão na nossa primeira edição."


ARRASOU Elle! E amanhã, 25/05/2020, é sua reestreia! Estou ansiosissimaaaaaaaa! E vocês? Vou nem dormir, gente. kkkkkk

Beijoxxxxxx

AS TOP 3!

em quinta-feira, 21 de maio de 2020

Você sabe quais são as blogueiras plus size mais fashions do Brasil? Vou te impactar com essas indicações! E antes de mais nada, sabemos que ao seguir digitais influencers, elas precisam ter o que chamamos de ''características'' que nos liguem e façam delas nossas inspirações, e o que seria isso? Vocês certamente não gostariam de seguir uma blogueira de moda que fala sobre marketing, certo?! As minhas indicações, certamente, uma, duas ou a maioria delas vão te cativar. Vamos deixar de conversa, e começar essa #indicaçãodaplus

Ju Romano, a fashionista. 

31 anos, casada, jornalista, e uma SUPER #blogfashion. Em 2009, resolveu fazer seu blog para todas as mulheres fora do padrão. Ela traz as maiores tendencias do mundo plus size, cores, estampas, acessórios e afins sempre mostrando sua positividade e auto-estima corporal, e um bom humor em seu storys diários no instagram com seu mantra: " bom dia gente linda" e looks super babadeiros. Ela tem um canal no Youtube montando combinações estilosas, e o blog mostrando os momentos impactada, bonita em casa e noticias que envolvem os grandes nomes da moda e do mundo plus size.


 (foto: rede social instagram) 

Débora Fernandes, business.

33 anos, casada, formada em Design de Moda e pós-graduada em administração de empresas realizou cursos na área de produção e consultoria em moda, desenvolvimento de produto e branding. Em 2010 criou seu blog com o objetivo de valorizar a autoestima feminina através da moda. Atualmente, presta consultória de moda plus size pessoal e marcas atacadistas, desenvolve coleções plus size, realiza workshops com foco em moda e autoestima, além de ser um canal entre as empresas de moda plus size e seu consumidor.

(foto: rede social ins mtagram) 

Aline Zattar, modelo. 
32 anos, formada em advocacia, modelo, miss brasil e digital influencer começou sua carreira por acaso desfilando em uma passarela representando seu estado sem nunca ter visto uma passarela. Ta vendo aí? NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS! Isso é o que Aline sempre incentiva nos storys de seu instagramIdealizadora do concurso Plus Model Brasil, uma das maiores plataformas de moda no Brasil, o objetivo do concurso é dar uma oportunidade no inicio de carreira, para homens e mulheres, que sonham em ser modelos plus size. Por conta da pandemia do Covid-19 a edição de 2020 foi adiada, mas a plataforma  anunciou que está vindo com muitas oportunidades EM BREVE! Fica de olho em?!

Quero deixar claro, que essa é a minha visão sobre essas mulheres INCRÍVEIS que só nos incentivam a lutar pelos nossos sonhos e a aceitar nosso corpo como eles são e que também existe moda pra gente.